Busca:

Etiqueta Arquivos: novas empresas na bovespa

Ultrapar chega na BM&F Bovespa


O conselho de administração da Ultrapar vai submeter à assembleia proposta de adesão ao Novo Mercado da BM&F Bovespa, com conversão da totalidade das ações preferenciais em ordinárias, de 1 PN para 1 ON, e nova redação do estatuto social.

Segundo fato relevante, o objetivo é adequar a governança corporativa da Ultrapar ao estágio e configuração atual da companhia, "para maior capacidade de investimento, crescimento, atração e retenção de profissionais, criação de valor e de perenidade". A decisão foi antecedida de deliberação tomada pelos acionistas de Ultra S.A. Participações.

Mais

Bovespa sobe 0,32% por causa da Blue Chips


A situação no exterior segue delicada e os indicadores divulgados na Europa e EUA não vieram bons. Mesmo assim, as bolsas exibiram ganhos no pregão de ontem e a Bovespa acompanhou. As blue chips e telefonia ajudaram o índice a subir, enquanto o setor financeiro registrou perdas na maioria dos papéis.

Bolsa-Madrid-Madrilgo-Burtsa-2008012419430709hg2

O Ibovespa terminou o dia em alta de 0,32%, aos 67.795,51 pontos, maior nível desde os 68.012,10 pontos de 4 de março. Na mínima, registrou 67.317 pontos (-0,39%) e, na máxima, 67.918 pontos (+0,50%). No mês, a Bovespa acumula ganho de 0,61%, e, no ano, perda de 2,18%.

Mais

Bovespa recua 0,28% a pesar do otimismo externo


A Bovespa fraquejou após o vencimento de opções sobre ações ontem e, faltando apenas uma hora para o encerramento dos negócios, migrou para o campo negativo, golpeada pelas ações do setor de siderurgia, em especial as do Grupo Gerdau. No fim, o Ibovespa fechou em queda de 0,28%, aos 66.689,61 pontos. O giro financeiro somou R$ 9,04 bilhões, dos quais R$ 2,38 bilhões referentes ao exercício de opções sobre ações.

recesión-en-españa-pib-volvió-a-caer-en-el-cuarto-trimestre-de-2009

O desempenho negativo da Bolsa brasileira contrastou com a recuperação vista no exterior, com os investidores mais confiantes de que o pior da crise nuclear no Japão ficou para trás. Também repercutiu muito bem – principalmente em Wall Street, onde as bolsas subiram mais de 1,5% -, a informação de que o Tesouro norte-americano planeja vender sua carteira de US$ 142 bilhões de ativos lastreados por hipotecas garantidas por agências, que foi comprada durante a crise financeira.

Mais

Bovespa cai 0,3% após melhoria


As Bolsas de Valores dos três continentes se valorizaram ontem, com um cenário relativamente mais tranqüilo no complexo de Fukushima, e reagindo sem maior nervosismo aos desdobramentos recentes da crise na Líbia. Na Ásia, o mercado de Hong Kong subiu 1,72%, seguido pelo fechamento positivo nos mercados europeus – em que as ações tiveram alta de 1,18% em Londres- e nos Estados Unidos, onde o índice mundialmente influente Dow Jones ascendeu 1,50%.

chancho-roto3

Apesar do indicador decepcionante do setor imobiliário – que registrou uma retração de quase 10% nas vendas de imóveis usados-, os mercados se animaram com a compra da T-Mobile USA por US$ 39 bilhões pela gigante americana de telecomunicações AT&T. O negócio acabou por renovar as expectativas por uma nova onda de fusões e aquisições no setor corporativo mundial.

Mais

Certificado é mais seguro para pequenos investidores


Luiz Antonio Fernandes da Silva, professor de administração das Faculdades Integradas Rio Branco, explica que a forma mais segura de o pequeno investidor brasileiro aplicar em ouro é comprar certificados nas corretoras de valores registradas na bolsa de valores.

5451826640_dc96166c73

"Os papéis ficam sob custódia das corretoras e são a garantia de que o metal tem origem legítima, não é produto de roubo ou contrabando", afirma.

Silva observa, porém, que a venda de pequenas quantidades como 200 ou 300 gramas é difícil porque não há muitos compradores.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil