Busca:

Etiqueta Arquivos: ibovespa

Otimismo Europeu aumenta índices Ibovespa


Otimismo europeu que infectou o resto dos mercados

internacionais, e títulos de construção crescentes hoje solicitado um aumento de 2.37% índice Ibovespa da Bolsa de Valores de São Paulo, avançando até 64,567 pontos.

A  Bolsa de São Paulo, como as da Europa e Estados Unidos também se congratulou com o acordo iminente para o alívio da dívida grega, situação favorável entrou os dados económicos animadores divulgados nos Estados Unidos.

Os títulos de empresas do setor da construção, o que levou os ganhos do dia, também injetou entusiasmo ao parquet brasileira, que manteve durante todo o pé no acelerador sessão.

O Ibovespa, que terminou segunda-feira com uma subida de 0,48%, totalizaram 1.495 unidades hoje.

O indicador registrava 63,085 inteiros na abertura, o nível mais baixo do dia, e marcou seu ponto mais alto 64,567 unidades, no momento do fechamento.

De acordo com declarações do fechamento, o parquet brasileiro marcou um volume financeiro de 9.860 milhões de reais (R $ 5,686 milhões de dólares) em operações de 1,059,645.

As ações ordinárias da Rossi construtor subiu ao topo do Ibovespa, com ganhos de 8,69%, enquanto a preferencial operadora de telefonia móvel Oi Telemar e conjuntos rendeu 2,44 e liderou as perdas.

Papers Vale preferencial avançou 1,90% e foram os mais procurados durante o dia pelos investidores, com uma quota de 10,60%.

Na taxa de câmbio comercial, o real valorizou 0,74% hoje em relação ao dólar, que fechou moeda negociada em 1.732 reais para compra e 1,734 para a venda.

 

Redução de crescimento da China afeta o índice Ibovespa


A tendência de queda dos títulos principais e algumas previsões favoráveis ​​a economia da China fizeram a viagem de hoje o índice Ibovespa da Bolsa de Valores de São Paulo, caiu 1,21% e apoiado até 66,964 pontos, números consolidados encerramento.

O rebaixamento de 8,0-7,5% das previsões de crescimento da China para este ano, em comparação com 9,2% em 2011, afetou o desempenho das principais ações de São Paulo e títulos.

Isso porque 60% do movimento do quadrado corresponde a papéis relativos a mercadorias tais como o aço de petróleo, e metais, que estão entre os principais mercados chinesas.

As ações preferenciais da mineradora Vale, um decréscimo de 3,15%, a quarta maior perda registrada do dia e foram os mais negociados, com uma quota de 12,56%, o que afetou o resultado global do parquet.

O Ibovespa, que na sexta-feira subiu 1,45%, já perdeu 817 unidades, variando de uma pontuação máxima de 67,782 números inteiros, na abertura, e um mínimo de 66,755 unidades (-1,51%).

O brasileiro marcou um quadrado volume financeiro de 6.112 milhões de reais (cerca de 3.518 milhões de dólares), resultado de 709,754 operações.

Entre as ações setenta do Ibovespa, a preferencial da Usiminas de aço levou os ganhos do dia, com um avanço de 3,04%, enquanto a ordinária mineiro MMX liderou as perdas com uma queda de 4,11%.

No mercado cambial, o real desvalorizou hoje por 0,28% em relação ao dólar, que encerrou a sessão negociado a R $ 1.735 a 1,737 para a compra e venda na taxa de câmbio comercial.

 

Dólar ganha 0,25% e Bovespa avança 2%


Os quatro dias consecutivos de valorização completados ontem não evitaram que a Bolsa de Valores brasileira amargasse seu quinto mês seguido de fortes perdas. Dessa forma, com o tombo registrado em agosto (3,96%), a Bolsa já acumula perdas de 18,5% neste ano. Trata-se de um desempenho muito pior do que o visto nas praças americanas, onde a Bolsa de Nova York já voltou a acumular ganho, ainda que modesto, no período anual.

bov2

Após semanas de turbulência neste mês, analistas ressaltaram a expectativa dos agentes financeiros de que o banco central americano volte a tomar medidas para estimular a economia local a partir de setembro, provavelmente.

Ainda no front externo, os sinais de que as principais economias europeias começam a chegar a um consenso em torno de medidas urgentes para conter a crise das dívidas soberanas também foram bem vistos pelos mercados.

Mais

Terça-feira com alta de 0,96% na Bovespa, EUA estável


O Ibovespa, índice de avaliação da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou esta terça-feira em alta de 0,96%, marcando 55.385 pontos. Os negócios iniciaram o dia em baixa, mas na metade do pregão seguiram uma volatilidade estimulada pelos Estados Unidos, fechando no azul. É a terceira alta seguida da Bovespa, marcando uma variação acumulada de 4,59%.

bov6

Os principais índices do mercado de ações dos Estados Unidos tiveram alta após a divulgação da ata de reunião do Federal Reserve (Fed), Banco Central dos Estados Unidos, no início de agosto. A medida mais alarmante para a empolgação dos investidores foi a de que o banco central vai manter as taxas de juro próximas a zero pelo menos até meados de 2013.

Mais

Inicio de semana bom, Bovespa recupera 2,83%


A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começou bem a semana, fechando a segunda-feira com alta de 2,83%, com 54.860 pontos. Após um intenso período de volatilidade nas semanas passadas, o Ibovespa passou toda a segunda-feira em alta. A economia dos Estados Unidos impulsionaram a bolsa brasileira.

bov1

Em Nova York, os principais índices acionários tiveram alta. Dow Jones teve elevação de 2,26%, Nasdaq subiu 3,32% enquanto o S&P 500 fechou o dia com mais 2,83%. O dólar terminou a segunda-feira com baixa de 0,84%, a R$ 1,5911 para venda. A queda reflete apostas em ações de risco após passagem do Furacão Irene.

Mais

Operando em baixa, a Bovespa segue a linha do comportamento internacional


Alinhada aos pares externos, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a sexta-feira em baixa. Por volta das 10h20, o Ibovespa tinha queda de 0,22%, a 52.837 pontos. A possibilidade de baixa já era acenada pelo índice futuro, que mimetiza o comportamento dos contratos futuros americanos, em baixa após a divulgação da revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no segundo trimestre.

Bolsa-de-Nueva-York

A economia americana cresceu 1%, contra previsão de avanço de 1,1% e estimativa preliminar de 1,3%. Esse dado será revisado mais uma vez. Mas o evento mais importante do dia ainda está por vir: o esperado discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, sobre a economia americana.

Mais

Bovespa cai só 1,57% enquanto as perdas internacionais são maiores


A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira com recuo. O índice da bolsa teve queda de 1,57%, aos 52.953 pontos. Seu balanço continua segundo o ritmo internacional, que espera com afinco o discurso do presidente do Banco Central norte-americano, Ben Bernanke, na próxima sexta-feira.

bov3

Durante o mês de agosto a desvalorização chegou a 9,98% e a 23,59% no ano, até esta quinta-feira.

Nos Estados Unidos, o anúncio de renuncia do cargo de executivo-chefe da Apple, feito nesta quarta-feira por Steve Jobs, fez despencar o pré-mercado dos papeis da empresa, que puxaram para baixo as bolsas norte-americanas.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil