Busca:

Representantes brasileiros agora cotizam na Bolsa de Valores Políticos


A partir desta quarta-feira passada, começou a se praticar na Bolsa de Valores de São Paulo, a ronda de negociações da Bovap (Bolsa de Valores Políticos), referente justamente aos representantes do país e o indicador que dela surge, corresponde a moral que cada um tem, ou seja, a cotação desse político entre o mercado de políticos.

A Bovap, e uma ferramenta lançada por uma empresa consultora de mercados, que devido ao ano eleitoral quer fazer um teste em campo do seu novo sistema, e avaliar de passada, como estão os níveis de aprovação dos políticos entre o povo.

Sob a lógica do mercado financeiro, na Bovap o investidor pode omprar ações da imagem pública de um político com uma moeda sem curso legal que se chama Unidade de Valor Político (UVP).

Ao se registrar como investidores da Bolsa, os usuários automaticamente recebem 50.000 UVP grátis para começar suas operações de investimentos. Então podem escolher um ou outro político, do mesmo jeito que escolhemos companhias para se investir.

Pór enquanto os políticos que “podem ser comprados” dito isto com a melhor das intenções, no momento são todos do Estado de Sao Paulo, mas dependendo do êxito da proposta, o exerciso pode se estender pelo Brasil afora e talvez até, virar moda no estrangeiro!

No que já se negociou, uma das quedas pronunciadas em termos de imagem, e a de Paula Skaf, presidente da Federação de Industrias do Estado de São Paulo, e recentemente filiado no partido socialista brasileiro (PSB) que por seu proprio peso caiu um 11,76%

A ideia da construtora Souza Barros, criadora do projeto, e que os usuários apreendam como participar da bolsa de valores, ao mesmo tempo que vão conhecendo um pouco amais.

Alias, faz com que as pessoas se preocupem de saber o que os políticos andam fazendo ou dizendo, e isto e a melhor ferramenta contra qualquer empregado público mordomo.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil