Busca:

Perdas de 2% na Bovespa após quatro altas seguidas


A Bolsa brasileira fechou em baixa nesta segunda-feira (17), dia de vencimento de opções, em meio à piora das expectativas por uma solução breve para a crise de dívida na zona do euro. Com isso, reverteu a tendência de alta das últimas quatro sessões.

bov1

O Ibovespa, principal índice das ações na Bolsa paulista, fechou em queda de 2,03%, aos 53.911,33 pontos. O volume financeiro do pregão foi de R$ 8,56 bilhões, influenciado pelo exercício de opções sobre ações, que movimentou R$ 3,31 bilhões.

No mês, a Bovespa acumula valorização de 3,03%. No ano, o prejuízo acumulado é de 22,21%.

A partir de hoje, a Bovespa abre e fecha uma hora mais tarde, devido ao horário de verão.

Nos EUA, as Bolsas também registraram fortes quedas e tiveram a maior queda diária em duas semanas. O índice Dow Jones desvalorizou-se em 2,13%. O S&P 500 teve queda de 1,94% e a Nasdaq caiu 1,98%.

As declarações do ministro de Finanças alemão, de que não é realista esperar uma solução definitiva para a crise de dívida da zona do euro nesta semana, esvaziou o otimismo da semana anterior.

Após oito quedas, dólar sobe 2,28% e fecha em R$ 1,77

O dólar comercial fechou em alta após oito quedas consecutivas. A moeda norte-americana subiu 2,28%, cotada a R$ 1,77 na venda.

Nas oito sessões anteriores, o dólar tinha perdido 7,49%.

Ações de destaque na Bovespa

O setor de construção foi um dos destaques negativos do Ibovespa, após um relatório do Goldman Sachs reduzindo os preços-alvo de algumas ações, com base em perspectivas de desaceleração dos lançamentos e maiores custos de construção.

PDG Realty (PDGR3) tombou 6,15%, uma das maiores quedas do índice, a R$ 6,72 reais. Gafisa (GFSA3) recuou 4,58%, a R$ 5,63, e MRV (MRVE3) perdeu 3,59%, a R$ 10,74.

Na outra ponta, Hering (HGTX3) subiu 2,35%, a R$ 32,60, influenciada pelos resultados de vendas no terceiro trimestre. A rede Hering Store teve alta de 31,9% nas vendas ante igual período de 2010.

Entre os papéis de maior peso no Ibovespa, o preferencial da Vale (VALE5) caiu 3,51%, a R$ 38,74. O Goldman Sachs também reduziu o preço-alvo para o American Depositary Receipt (ADR) da empresa, devido a queda nos preços de minério de ferro.

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa fecharam em queda, pessimistas com a fala do ministro alemão. Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,54%, a 5.436 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,81%, para 5.859 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 1,61%, para 3.166 pontos.

As Bolsas de Valores asiáticas fecharam em alta otimistas com o fato de Alemanha e França terem dito, no fim de semana, estar fazendo bom progresso no plano para resolver a crise de dívida da zona do euro e recapitalizar seus bancos.

Em Tóquio, o índice Nikkei fechou em alta de 1,5%. O índice de Seul subiu 1,62%. O mercado se apreciou 2,01% em Hong Kong e a Bolsa de Taiwan avançou 1,40%, enquanto o índice referencial de Xangai ganhou 0,37%. Cingapura subiu 1,27% e Sydney fechou com valorização de 1,66%.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil