Busca:

O comportamento da Bovespa hoje


O dólar comercial retomou seu caminho após três dias seguidos de alta, no qual acumulou valorização de 1,23%. O dólar comercial fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio em baixa de 0,63%, cotado a R$ 1,723.

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista recuou 0,72% e fechou o pregão a R$ 1,722. O euro comercial caiu 0,99% no dia, para R$ 2,30.

"Basicamente (a queda do dólar) foi por causa dos dados que saíram sobre a economia norte-americana”.

“A consequência disso é a alta das bolsas de valores, e esse cenário de maior apetite por risco ajudou na baixa do dólar aqui", respondeu Mario Battistel, gerente da Fair Corretora.

No Brasil, a definição da equipe econômica da presidente eleita, Dilma Rousseff, não fez preço no mercado de câmbio porque os nomes de Alexandre Tombini à presidência do Banco Central, Guido Mantega para permanecer na Fazenda e Miriam Belchior para o Ministério do Planejamento já haviam sido antecipados nos últimos dias e não há previsão de mudança brusca na política econômica.

"O tripé de baixa para o dólar está dado: Dilma já assegurou durante a campanha a manutenção do regime de câmbio flutuante; Mantega já disse que não pensa no momento em novas medidas para conter a apreciação do real; e a taxa Selic deve continuar alta, com possibilidade de subir mais no início de 2011", afirmou José Carlos Amado, da Renascença Corretora.

Para ele, esse quadro sinaliza que o fluxo de ingresso de recursos estrangeiros para o País deve continuar favorável e o espaço de alta do dólar é limitado.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil