Busca:

Dólar ganha 0,25% e Bovespa avança 2%


Os quatro dias consecutivos de valorização completados ontem não evitaram que a Bolsa de Valores brasileira amargasse seu quinto mês seguido de fortes perdas. Dessa forma, com o tombo registrado em agosto (3,96%), a Bolsa já acumula perdas de 18,5% neste ano. Trata-se de um desempenho muito pior do que o visto nas praças americanas, onde a Bolsa de Nova York já voltou a acumular ganho, ainda que modesto, no período anual.

bov2

Após semanas de turbulência neste mês, analistas ressaltaram a expectativa dos agentes financeiros de que o banco central americano volte a tomar medidas para estimular a economia local a partir de setembro, provavelmente.

Ainda no front externo, os sinais de que as principais economias europeias começam a chegar a um consenso em torno de medidas urgentes para conter a crise das dívidas soberanas também foram bem vistos pelos mercados.

Mas também há motivos de otimismo considerando os fatores internos: há uma opinião quase unânime entre economistas do setor financeiro de que a taxa básica de juros deve cair nos próximos meses. "Isso torna a concorrência para a renda variável menos acirrada. O investidor leva em conta uma Bolsa de Valores que caiu fortemente neste ano com a perspectiva de juros em queda", comenta Luiz Mourato, da mesa de operações da Tov Corretora.

Profissionais do setor financeiro ainda lembram que no último dia do mês as chances de valorização do mercado sempre são maiores, já que habitualmente grandes gestores tendem a puxar os preços para melhorar o desempenho apresentado nos fundos que administram. "Não podemos descartar também alguma cobertura de posições vendidas", lembra Mourato.

Para ganhar com a baixa dos mercados, muitos investidores adotaram o que no setor financeiro se chama de "posição vendida": o investidor vende uma ação que não possui, apostando que pode recomprá-la a preço muito baixo no curto prazo, de modo a lucrar com a diferença das cotações. Com a reversão da tendência de baixa nesses últimos pregões, muitos foram forçados a desmontar essa estratégia.

Ontem, o índice Ibovespa subiu 2%, atingindo os 56.495 pontos. O giro financeiro foi de R$ 7,20 bilhões, mostrando alguma recuperação frente ao volume habitual das últimas semanas, em torno de R$ 5 bilhões. O dólar comercial foi negociado por R$ 1,593, em alta de 0,25%. No mês, a taxa de câmbio subiu 2,5%, mas no ano, a desvalorização acumulada é de 4,4%.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil