Busca:

Dólar fecha a R$ 1,76; Bovespa ganha 1,46%


A taxa de câmbio doméstica ficou praticamente estável na rodada de negócios desta quarta-feira, enquanto permanece o suspense nos mercados mundiais, à espera de novidades no front europeu.

bov6

Dessa forma, os preços da divisa americana refletiram algo do nervosismo de hoje, oscilando entre R$ 1,747 (o menor preço registrado hoje) e R$ 1,773 (o valor máximo).

Após as 16h (hora de Brasília), o dólar comercial (usado para importações e exportações) foi negociado por R$ 1,760, em leve queda de 0,11%.

Para turistas e viajantes, o dólar foi vendido por R$ 1,890 (alta de 0,53%) e comprado por R$ 1,700 nas casas de câmbio paulistas. Ainda operando, a Bovespa registra ganhos de 1,46%, aos 57.107 pontos (pelo índice Ibovespa). O giro financeiro é de R$ 4,2 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York sobe 1,26%

“A expectativa dos investidores é muito elevada. Assim, se a cúpula da União Europeia não apresentar, hoje, um plano abrangente para combater a crise da região, os mercados financeiros globais podem dar início a uma nova onda de aversão ao risco mais acentuada”, comentava Miriam Tavares, da corretora de câmbio AGK, em seu comentário diário sobre o mercado financeiro.

O noticiário internacional indicava ainda uma série de impasses nas negociações da reunião de cúpula da União Europeia. E analistas já antecipavam um anúncio bem mais generico do que muitos gostariam, ficando os detalhes do novo plano europeu anticrise para os próximos dias.

A chanceler alemã Angela Merkel, que chegou em Bruxelas com o apoio do parlamento alemão para reforçar o fundo de estabilidade financeira, declarou que ainda restava bastante trabalho para fechar um acordo mundial, mas também disse que os líderes europeus estavam reunidos com a intenção de “fazer avanços importantes”.

FLUXO

O Banco Central divulgou hoje que o país tem um saldo cambial acumulado (a diferença entre os dólares que saem e entram) de US$ 3,867 bilhões neste mês, pouco acima dos US$ 3,79 bilhões contabilizados no mesmo mês do ano passado.

Em todo o ano, o fluxo cambial é de US$ 72,165 bilhões, isto é, 360% superior à cifra contabilizada em todo o ano de 2010.

JUROS FUTUROS

O mercado de juros futuros da BM&F apontou taxas mais reduzidas no pregão de hoje.

Para janeiro de 2012, a taxa prevista retrocedeu de 11,13% ao ano para 11,11%. E para janeiro de 2013, a taxa prevista caiu de 10,42% para 10,33%. Esses números são preliminares e ainda estão sujeitos a ajustes.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil