Busca:

Dando a volta por cima, Bovespa opera levemente por cima da NYSE


A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) conseguiu se descolar dos mercados no exterior e opera em leve alta nesta quarta-feira, impulsionada pela valorização de ações como Vale, Petrobras e as empresas de Eike Batista.

bov6

Às 15h10, o Ibovespa, principal termômetro dos negócios da Bolsa paulista, tinha valorização de 1,06%, aos 51.691 pontos. O Dow Jones, da Bolsa de Nova York, caía 2,10%.

No mesmo horário, o dólar comercial era negociado por R$ 1,608, queda de 1,16%. A taxa de risco-país marca 21a pontos, com aumento de 4,90% ante a pontuação anterior.

Entre as ações em destaque, OGX subia 4,15%, enquanto os papéis da BM&FBovespa tinham elevação de 4,76%, após a divulgação de lucro acima do esperado. Petrobras PN subia 2,61% e Vale PN, 0,62%.

Depois de um dia de fortes altas após o anúncio do Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos EUA) de que vai manter os juros norte-americanos em patamar histórico de baixa pelo menos até 2013, os investidores no exterior voltaram às venda, impulsionados pelo medo de possíveis problemas no setor bancário francês.

Além disso, o mercado se preocupa com um possível rebaixamento da nota da dívida francesa –que hoje é AAA, sinalizando um dos ativos mais seguros do mundo.

Por conta disso, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, voltou mais cedo de suas férias nesta quarta e prometeu cortar o grande endividamento do país.

Apesar disso, ele não anunciou nenhuma nova medida de austeridade, e seus comentários não foram suficientes para evitar que as ações dos bancos franceses afundassem na Bolsa de Paris hoje.

As três principais Bolsas europeias também caíram. Em Londres, o índice Financial Times registrou variação negativa de 3,05%. Em Paris, o CAC-40 caiu 5,45%. Já em Frankfurt, o DAX apontou queda de 5,13%.

Os investidores se concentraram ainda na grande exposição das instituições financeiras da França a títulos de dívida de países europeus com problemas.

“A França tem US$ 350 bilhões em papéis da dívida italiana em seus bancos”, afirmou Dave Rovelli, diretor da Canaccord Adams, à Reuters.

Na Bolsa de Paris, as ações do Société General, em que os investidores concentraram sua atenção, chegaram a cair mais de 20%. Os papéis do BNP Paribas passaram dos 10% de queda.

Na Ásia, as Bolsas de Valores fecharam em alta, seguindo a tendência da véspera nos mercados norte-americanos.

Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 1,05%. O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 1,18% às 8h06 (horário de Brasília), puxado pelo setor de recursos naturais, que disparava mais de 3,5%. O índice referencial acumula queda de cerca de 12% em agosto.

Na terça-feira

Ontem, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) fechou em forte recuperação, após a pior queda desde outubro de 2008 na véspera.

O Ibovespa, o termômetro dos negócios da Bolsa paulista, subiu 5,10%, atingindo os 51.150 pontos. O giro financeiro foi de R$ 10,33 bilhões. O aumento foi o maior desde outubro de 2009. Ainda assim, a Bolsa paulista registra queda de 13% no mês.

Ainda ontem, nos Estados Unidos, o índice Dow Jones subiu 3,98% e chegou a 11.239,77 pontos e o Nasdaq, dominado pelo setor tecnológico, subiu 5,29%, para 2.482,52 pontos. O índice ampliado Standard & Poor’s 500 avançou 4,74%, para 1.172,53 pontos.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil