Busca:

Certificado é mais seguro para pequenos investidores


Luiz Antonio Fernandes da Silva, professor de administração das Faculdades Integradas Rio Branco, explica que a forma mais segura de o pequeno investidor brasileiro aplicar em ouro é comprar certificados nas corretoras de valores registradas na bolsa de valores.

5451826640_dc96166c73

"Os papéis ficam sob custódia das corretoras e são a garantia de que o metal tem origem legítima, não é produto de roubo ou contrabando", afirma.

Silva observa, porém, que a venda de pequenas quantidades como 200 ou 300 gramas é difícil porque não há muitos compradores.

"É preciso achar quem esteja disposto a fazer negócio, o que não é tarefa simples", explica o professor. A cotação do ouro na BM&F Bovespa terminou a semana a R$ 76,60 para contratos de 250 gramas.

Fundos

Alguns bancos oferecem fundos baseados na valorização do ouro, mas apenas para clientes premium (com elevado volume de investimentos) ou para empresas. O HSBC tem o Smart Ouro, destinado a investidores qualificados, isto é, que aplicam mais de R$ 300 mil. Não é permitido resgate até fevereiro de 2012.

O Itaú, por sua vez, oferece o fundo Capital Protegido Invest Ouro. Com aplicações mínimas de R$ 5 mil, está disponível apenas para clientes premium.

O Santander também tem aplicação baseada na cotação do ouro, mas igualmente para investidores considerados mais qualificados.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil