Busca:

Categoria Arquivos: Bolsa

3ª pregão consecutivo de queda na Bovespa


O humor do investidor melhorou no final desta quinta-feira, mas não o bastante para livrar a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) de emendar a terceira queda seguida, em meio a preocupações sobre a economia global. O Ibovespa teve queda de 0,32%, a 64.871 pontos, após ter chegar a recuar 1,51%, na mínima. O giro financeiro do pregão foi de R$ 6,97 bilhões.

bov2Em Nova York, o índice Dow Jones fechou em alta de 0,15%, enquanto o S&P 500 caiu 0,16%.

Nos EUA, dados confirmaram que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 3% no quarto trimestre, em linha com o esperado, mas os pedidos de seguro-desemprego ficaram em 359 mil na semana passada, ante expectativa de 350 mil.

“Estamos acompanhando os mercados externos”, afirmou o analista João Pedro Brugger, da Leme Investimentos. “O mercado ainda sente os números da economia chinesa”, completou ele, em referência aos últimos dados que reforçaram a percepção de desaceleração na economia do país asiático.

Mais

Apos novidades dos EUA a piora do cenario faz Bovespa cair


No pregão desta quarta-feira (28), o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão em queda de 1,45%, aos 65.079 pontos, influenciado pela piora no cenário externo após novos dados abaixo do esperado nos Estados Unidos. O giro financeiro do pregão foi de R$ 6,79 bilhões. O dólar comercial encerrou o pregão desta quarta-feira em alta. A divisa fechou cotada a R$ 1,826 na compra e R$ 1,827 na venda, valorização de 0,56%

bov1O Banco Central realizou, por volta das 11h15 (horário de Brasília), um leilão de swap cambial reverso – derivativo que funciona como uma compra de dólares no mercado futuro – para rolar contratos com vencimento no início de abril. O BaCen vendeu todos os 41.200 contratos colocados, com um volume financeirode US$ 2,057 bilhões.

No mercado nacional, o grande destaque para as perdas do dia foram para a forte desvalorização das duas principais empresas do Ibovespa: Vale, que teve perdas de 1,91% no ON e 1,67% no PNA; e a Petrobras que apresentou reuco de 1,95% nos papéis ordinários e 1,72% nos preferenciais. Juntas, elas representam 23,1% do índice.

Mais

Bovespa tem queda nesta terça-feira e dólar fecha em alta


O dólar comercial voltou a fechar com valorização nesta terça-feira, na segunda alta consecutiva, com os investidores ainda apreensivos com possíveis novas intervenções do Banco Central no mercado de câmbio e após a divulgação de dados mistos sobre a economia norte-americana. A moeda norte-americana fechou a R$ 1,8177 para venda, alta de 0,08%. Na segunda-feira, o dólar subiu 0,33%, cotado a R$ 1,8163 para venda.

bov5

No mês, até esta terça-feira, o dólar acumula alta de 5,68%. No ano, após ter recuado mais de 9% ante o real, atualmente a queda está em 2,72%. O governo brasileiro começou a adotar ações para conter a valorização do real no começo de março e, no último dia 12, elevou para 6% a incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre empréstimos externos com prazo de até cinco anos. Anteriormente, o prazo era de até três anos. Além dessas medidas, o BC tem atuado diretamente no mercado de câmbio, ainda que de forma esporádica, por meio de leilões de compra de dólares à vista, além de leilões de swap reverso, um derivativo que funciona como uma compra de dólares pelo BC no mercado futuro.

Mais

Declaraçao da FED faz Bovespa ficar otimista


A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou esta segunda-feira em alta, recuperando-se de parte das perdas da semana passada, após o chairman do Federal Reserve (FED, banco central americano), Ben Bernanke, indicar que manterá a política monetária flexível, mesmo com a melhora da taxa de desemprego dos EUA. O Ibovespa – principal índice da bolsa paulista – subiu 1,32%, a 66.684 pontos. O giro financeiro do pregão foi de R$ 5,19 bilhões.

bov8Em Nova York, o índice Dow Jones subiu 1,23%, e o Standard & Poor’s 500 ganhou 1,39%. “O que puxou o sentimento do mercado foram os comentários do Bernanke. Na Europa também teve dados bons e declarações da Merkel, mas o destaque mesmo foi o Bernanke”, disse o operador da corretora Hencorp Commcor Rafael Dornaus. O presidente do banco central dos EUA sugeriu que a instituição manterá as políticas monetárias de apoio, apesar da melhora no nível de desemprego.

Mais

Quarta semana de Março na Bovespa


DOW JONES

Março 4 Dow Jones

IBOVESPA

Março 4 Ibovespa

LAD MERCADO

Março 4 Lad Mercado

OBV – IBOVESPA

Março 4 Obv Ibovespa

LAD 16+

Março 4 Lad 16

CLX21

Março 4 CLX21

INDFUT PERPÉTUO

Março 4 Indfut Perpetuo

BOVESPA – SALDO DOS INVESTIDORES

Março 4 Bovespa Saldo dos Investidores

BM&F – SALDO DOS INVESTIDORES

Março 4 BMyF Saldo dos Investidores

Lucro abaixo de previsões faz BRF despencar


A BRF – Brasil Foods SA, maior exportadora brasileira de aves, registra hoje a queda mais acentuada em seis meses após divulgar resultados do quarto trimestre abaixo do previsto. O lucro foi afetado por uma despesa com impostos para a incorporação da Sadia SA e custos mais altos.

bov3

Brasil Foods caía 1,9 por cento para R$ 35,85 às 12:24 em São Paulo, terceira maior queda entre os 70 papéis que compõem o Ibovespa. Mais cedo, a ação chegou a cair 4,2 por cento, a maior queda desde 22 de setembro.

O lucro líquido ficou em R$ 121 milhões, em comparação aos R$ 360 milhões de um ano antes, disse a empresa em comunicado ontem. A previsão média na consulta da Bloomberg a nove analistas era de que a empresa apresentasse um lucro líquido ajustado de R$ 472,7 milhões para o período.

Mais

Terceira queda seguida da Bovespa de olho na China


A China e a zona do euro mais uma vez espalharam temores sobre o ritmo de crescimento da economia global e a aversão ao risco cresceu hoje. Com isso, a Bovespa fechou em queda pelo terceiro dia consecutivo, de 1,54%, aos 65 828,19 pontos – a menor pontuação desde o último dia 6, quando registrou 65.114,15 pontos.

bov2

O movimento foi puxado por ações da Vale e Petrobras, siderúrgicas e bancos. Os principais papéis do índice têm correlação com commodities e, por isso, são fortemente influenciados negativamente. No caso das instituições financeiras, a queda é atribuída a uma realização de lucros, já que o setor, mesmo com os recuos recentes, ainda acumula alta no ano.

A exceção fica por conta do Banco do Brasil, que ainda está sendo influenciado pela preocupação dos investidores com possível ingerência do governo.

No pior momento do dia, o Ibovespa atingiu a mínima de 65.538 pontos (-1,98%) e, na máxima, 66.860 pontos (estável). O giro financeiro ficou em R$ 6,740 bilhões.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil