Busca:

Bovespa segue em recuperação


Embora tenha perdido parte de seu fôlego, o mercado acionário brasileiro ainda defende valorização nos negócios, atrelado à cena externa. O mercado deixa as questões europeias um pouco de lado e busca uma recuperação no pregão, de olho na economia chinesa.

brasil-usa

A inflação do país asiático seguiu aquecida em maio e levou o banco central a aumentar pela sexta vez no ano a alíquota do depósito compulsório bancário. Os dados de atividade, por outro lado, tiveram uma leve desaceleração em relação a abril, que foi mais branda que o esperado.

Investidores se animam principalmente com os números da produção industrial chinesa, que cresceu um pouco acima do previsto, ao registrar expansão de 13,3% no mês passado, na relação anual, depois da elevação de 13,4% em abril.

Nos Estados Unidos, a queda abaixo do projetado das vendas no varejo entre abril e maio também é analisada pelos agentes, que ainda aguardam declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, nesta tarde.

No mercado nacional, por volta das 13h, o Ibovespa subia 0,53%, aos 62.349 pontos, com giro financeiro de R$ 2,06 bilhões.

Em Wall Street, o índice Dow Jones tinha valorização de 1,11%, enquanto o SP 500 subia 1,34% e o Nasdaq ganhava 1,54%.

"O mercado se animou com o crescimento melhor que esperado da produção industrial, apesar da desaceleração. A preocupação principal era de que, com tantas medidas do governo, aconteceria um hard landing [pouco brusco] do país, o que afetaria o mundo inteiro.

O sinal de desaceleração mais amena melhorou o humor do mercado, depois dos dias de queda das bolsas", pontuou o operador de renda variável da Hencorp Commcor Rafael Dornaus.

No front corporativo, entre as ações que compõem o Ibovespa, as maiores altas partiam, minutos atrás, de Embraer ON (2,95%, a R$ 12,56), Fibria ON (2,90%, a R$ 21,95) e Brasil Ecodiesel ON (2,89%, a R$ 0,71).

Os papéis ON da Brasil Foods ainda subiam 2,03%, para R$ 24,58, depois de nove quedas seguidas, assim como Vale PNA ganhava 0,13%, a R$ 43,56, e Petrobras PN avançava 0,94%, a R$ 23,55.

Na direção contrária, destaque negativo para as ações Redecard ON (-1,21%, a R$ 23,49), Telesp PN (-1,68%, a R$ 43,78) e Telemar ON (-1,62%, a R$ 28,53). Além disso, OGX Petróleo ON cedia 0,67%, a R$ 14,70.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil