Busca:

Bovespa segue comportamento do exterior e avança só 0,18%


A Bovespa até titubeou na abertura, mas logo se firmou em alta e assim seguiu até o fim da sessão. Apesar de a Moody´s ter dado sua contribuição para o clima positivo do dia, o índice operou no azul por causa das bolsas norte-americanas, deixando a situação grega em segundo plano. A queda da Petrobras acabou ´segurando´ o Ibovespa.

bov2

A Bolsa doméstica encerrou a segunda-feira com variação positiva de 0,18%, aos 61.168,24 pontos. Na mínima, registrou 60.784 pontos (-0,45%) e, na máxima, os 61.571 pontos (+0,84%). No mês, o índice acumula perda de 5,34% e, no ano, de 11,74%. O giro financeiro totalizou R$ 6,780 bilhões, dos quais R$ 1,80 bilhão referente ao vencimento de opções sobre ações.

Petrobras atrapalhou o desempenho da Bolsa, assim como as siderúrgicas, que também caíram, em bloco. Em Wall Street, as bolsas subiram apesar da solução para a crise grega não ter aparecido no encontro de dois dias dos ministros de Finanças.

Eles condicionaram a liberação de € 12 bilhões à aprovação, pelo parlamento grego, de medidas de austeridade fiscal. O discurso na Europa, no entanto, é que os demais países não acreditam num default e isso deu um pouco de alívio aos investidores, pelo menos nos EUA. O Dow Jones terminou em alta de 0,63%, aos 12.080,38 pontos. O S&P subiu 0,54%, aos 1.278,36 pontos, e o Nasdaq avançou 0,50%, aos 2.629,66 pontos.

No front doméstico, o dólar comercial oscilou variou entre R$ 1,609 e R$ 1,593, para finalizar o expediente em R$ 1,595, em um decréscimo de 0,12% sobre fechamento de sexta-feira. O dólar turismo foi vendido por R$ 1,700 e comprado por R$ 1,530 nas casas de câmbio paulistas.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil