Busca:

Bovespa praticamente estável, mas continua com prejuízo no mês


A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) fechou esta quarta-feira (25) praticamente estável. O Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista) teve leve alta de 0,08%, aos 63.388,44 pontos. Na semana, a Bolsa ganha 1,27%, mas no mês a perda acumulada ainda é de mais de 4%.

bov3

O dólar comercial fechou em alta de 0,31%, cotado a R$ 1,629 na venda. No acumulado do mês, a moeda norte-americana tem valorização de 3,56%.

Bolsas internacionais

As Bolsas europeias terminaram a quarta-feira em alta, com os investidores animados diante das sinalizações de que a exposição dos bancos alemães à Grécia é administrável e de que uma solução para restruturar as dívidas do país poderá sair na semana que vem.

Em Londres, o índice FTSE 100 subiu 0,2%, para 5.870 pontos; em Paris, o CAC 40 avançou 0,31%, para 3.929 pontos; e em Frankfurt, o DAX teve alta de 0,28%, para 7.171 pontos.

As Bolsas de Valores asiáticas fecharam em queda nesta quarta-feira, refletindo a fraqueza de Wall Street, com a alta das commodities sendo ofuscada por preocupações sobre a perspectiva econômica dos Estados Unidos e a crise de dívida da zona do euro.

Em Tóquio, o índice Nikkei encerrou em queda de 0,6%. O índice de Seul caiu 1,26%. Em Hong Kong, o mercado teve ligeira alta de 0,07% e a Bolsa de Taiwan retrocedeu 0,34%, enquanto o índice referencial de Xangai perdeu 0,91%. Cingapura encerrou em alta de 0,18% e Sydney fechou em baixa de 0,95%.

Indicadores

Entre os indicadores desta quarta-feira, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Fundação Seade informaram que a taxa de desemprego nas sete regiões pesquisadas permaneceu praticamente estável em abril, ao passar de 11,2% em março para 11,1% no mês passado.

A inadimplência das empresas caiu 7,9% em abril na comparação com março, de acordo com a Serasa. Para os economistas da entidade, a atividade econômica aquecida, baseada no consumo, manteve em abril a geração de receitas para as empresas.

O ICC (Índice de Confiança do Consumidor) recuou 2,4% entre abril e maio, registrando a terceira queda consecutiva, para o menor nível desde janeiro de 2010, de acordo com os dados divulgados pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Na Europa, a economia do Reino Unido cresceu 0,5% no primeiro trimestre de 2011, informou o ONS, departamento de estatísticas da região, nesta jornada. O dado coincide com aquele publicado em abril.

Amanhã, o foco dos investidores volta-se para a taxa de desemprego brasileira em abril e para a nova revisão do PIB americano no primeiro trimestre do ano.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil