Busca:

Bovespa perde 1,92% na semana de olho nos EUA


A agenda estava esvaziada, mas o noticiário continuou ruim e imputou mais um dia de perdas às Bolsas de Valores. Ontem não foi diferente, mas, embora tenha acompanhado as perdas externas, a Bovespa mostrou alguma resistência, com alguns investidores aproveitando os preços baixos. Os papéis dos bancos, no entanto, repetiram o comportamento de seus pares no exterior e pressionaram o índice para baixo, assim como os das blue chips.

bov2

O Ibovespa terminou o dia em queda de 1,29%, aos 52.447,63 pontos, voltando a acumular perdas na semana, de 1,92%. No mês, tem baixa de 10,84% e, no ano, de 24,32%. Na mínima do dia, ontem, registrou 52.336 pontos (-1,50%) e, na máxima, 53.601 pontos (+0,88%). O giro financeiro totalizou R$ 5,899 bilhões.

O que azedou o humor ontem foram duas notícias. O Banco Nacional da Suíça recorreu ontem à linha de swap de liquidez do Federal Reserve e tomou US$ 200 milhões, o que levantou a lebre sobre a saúde dos bancos suíços.

 

E o JPMorgan engrossou o coro dos bancos que revisaram para baixo as previsões para a economia norte-americana ao anunciar que estima, agora, PIB no quarto trimestre de 1% – e não mais em 2,5% – e para o primeiro trimestre de 2012 de 0,5% (ante 1,5%).

As bolsas europeias fecharam em queda. Em Londres, o FTSE-100 recuou 1,01%, em Paris, o CAC 40 perdeu 1,92%, e, em Frankfurt, o Xetra DAX registrou desvalorização maior, de 2,19%. Na semana, o Xetra DAX caiu 8,63% e o CAC 40 recuou 6,13%, enquanto o FTSE 100 acumulou perda de 5,25%.

No Brasil, as ações dos bancos também estiveram entre as maiores perdas do dia.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil