Busca:

Bovespa fecha em baixa, só na espera


A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) voltou aos níveis do fim de setembro e o mercado de ações procura recuperação hoje, com limites. Os investidores tendem a se manter na defensiva. Às 11h05 (horário de Brasília) o Ibovespa apresentava alta de 0,34%.

O economista-chefe da Ágora Corretora, Álvaro Bandeira, recordou que os mercados iniciaram o dia com o problema na Europa no meio de suas preocupações. Efeitos da inflação na China influenciam os negócios, basicamente os que envolvem commodities.

"Mas o mercado cai há vários dias seguidos, o que deixa aberta a possibilidade de repique em algumas ações", diz o economista. Destacou que o clima se bem ainda não é favorável para compras por pechinchas as ações de empresas produtoras de matérias-primas podem ter um alívio.

Por mais que os investidores no exterior permaneçam avessos ao risco, o Ibovespa caiu nas ultimas rodadas. Ontem recuou ao nível dos 68 mil pontos, na pontuação mínima desde 27 de setembro. O índice deve ter resistência, ao redor dos 69,2 mil pontos, mas depois devia chegar aos 71 mil pontos. "Mas hoje não deve ir muito longe, não", declarou o chefe da mesa de renda.

Nos EUA são importantes os dados sobre a inflação ao consumidor e o setor imobiliário, que saem publicados às 11h30 (horário de Brasília). No interno os investidores repercutem o rescaldo da temporada de balanços. Entre as ações de primeira linha, a Petrobras anunciou ontem a descoberta de óleo leve em um poço localizado ao sul da Bacia de Santos. Enquanto isso a Vale informou que fará uma oferta pública para aquisição da totalidade das ações da Vale Fertilizantes remanescentes.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil