Busca:

Bovespa cai em pregão volátil, real se desvaloriza


A Bolsa do Brasil caiu nesta quinta-feira no meio do pregão, num dia marcado pela volatilidade, entanto que a moeda local, o real, também se viu comprometida.

O índice referencial da Bolsa de Valores de São Paulo, o Bovespa, cedeu um 0,68% chegando aos 69.248 pontos, aumentando a perda de 0,31% apresentada na quarta-feira.

A Bolsa paulista refletia o que acontecia no exterior, mas também foi influenciada pela decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) de manter as taxas de juros referencial, Selic, em 8,75% na quarta-feira.

O mercado estava dividido respeito da decisão do colegiado, visto que, para muitos a opção certa era um avance de 0,5%. No entanto, e provável que na próxima reunião do organismo, o consenso seja total, no que diz respeito ao aumento da taxa no mês de abril.

“Alem disso, o dólar esta operando em alta perante o real, o que prejudica a bolsa. A queda do euro perante a moeda estadounidense já está prejudicando as matérias primas”, diz Luiz Roberto Monteiro, especialista de investimentos da corretora Souza Barros.

Os principais indicadores de Wall Street, registravam pequenos ganhos após a divulgação que os pedidos de subsídios de desemprego nos estados unidos caíram em 5.000 nesta semana, chegando aos 457.000, ante a previsão de 455.000, segundo analistas pesquisados.

O indicador europeio da bolsa FTSE Eurofirst 300, entanto, perdia um marginal de 0,04%.

Na praça local, as ações da gigante mineira Vale, perdiam um 0,36%, cotando em 47,48 reais, entanto que as da petroleira estatal Petrobrás caíram 0,22% cotando 37,07 reais.

Os títulos dos setores financeiro e siderúrgico, caiam em bloco, liderados pelos do Banco do Brasil, que perdiam 1,03% e os da CSN que se desempenhavam em 1,65% na queda.

O real entanto, se depreciou um 1,19% na linha com o mercado cambiário externo, e as repercussões da invariabilidade da Selic.

O real cotava 1,785/1,787 por dólar estadounidense no mercado interbancário, sendo que na quarta-feira tinha apresentado um crescimento de 0,11%.

“Não da para considerar que a alta do dólar seja uma tendência que se manterá no tempo, parece mais um ajuste perante a queda do dólar dos últimos dias”, falou o gerente de cambio do Branco Prosper de Rio de Janeiro, Jorge Knauer.

No nível geral, o dólar se fortaleceu um 0,81% perante a cesta de moedas de referencia da Bovespa.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil