Busca:

Bovespa abre em alta, e aguarda noticias dos EUA


O exterior dá nesta sexta-feira (2) o ‘empurrãozinho’ que ficou faltando ontem, facilitando o desafio da Bovespa de retomar os 60 mil pontos em breve. Ainda que essa marca não seja reconquistada hoje – para tanto seriam necessários ganhos acima de 3% -, a aproximação ao novo patamar passa por um número favorável sobre o mercado de trabalho nos EUA.

bov2

Qualquer frustração com o payroll, logo mais, é capaz de desarmar os ganhos dos mercados internacionais nesta manhã, penalizando também os negócios locais. Às 11h10min, o Ibovespa subia 1,18%, aos 58.828,03 pontos.

Passada a euforia da renda variável doméstica com o fim da cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para aplicações de investidores estrangeiros, a Bolsa volta a acompanhar mais de perto o cenário externo. “Hoje é outro dia”, comenta um operador. Segundo ele, a isenção do tributo “veio para ficar” e continuará beneficiando as operações, ante a perspectiva de fluxo mais elevado. “Mas se a aversão ao risco voltar, não tem fim de IOF que salve”, acrescenta.

Mas o mau humor passa longe dos mercados financeiros nesta sexta-feira, com os índices futuros das Bolsas de Nova York e as principais bolsas europeias exibindo ganhos acima de 1%, alimentando esperanças por uma surpresa positiva com o relatório do mercado de trabalho nos EUA. O chamado payroll será divulgado às 11h30 e a previsão é de abertura de 125 mil vagas, com a taxa de desemprego seguindo em 9,0%.

Além disso, declarações feitas pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, que prometeu “refundar” a Europa, e pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel, que clamou por uma união fiscal mais próxima renovam as expectativas de que uma solução para a crise das dívidas na zona do euro será encaminhada até o encontro de cúpula da Europa, na semana que vem.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil