Busca:

Bovespa abre com perspectivas boas, mais fecha seguindo a tendência.


Os investidores do parque de São Paulo seguiram hoje as bolsas européias, que operavam no positivo, mas os negócios foram magros, enquanto se aguardava pelo anuncio que será realizado esta terça-feira pelo Tesouro dos Estados Unidos sobre o nível das taxas de juros da economia mais grande do mundo.

O Ibovespa, principal indicador do mercado da bolsa do Brasil, operou 5 minutos após da abertura do pregão, 341 pontos por cima dos 69.025 com os que fecharam segunda-feira, quando se apreciou uma queda de 0,45% pela reticência do mercado causada pela expectativa sobre as políticas monetárias que levará adiante a China para esfriar a sua economia superaquecida.

 

No mercado de divisas, o real abriu se depreciando um 0,17% perante o dólar, que era vendido a 1,768 reais.

As ações do índice Ibovespa que mais subiram hoje após quinze minutos de pregão, foram as ordinárias da mineira MMX, que ganharam um 1,54% seguidas pelas ordinárias da construtora Rossi Residencial que subiu um 1,45% e continuando as preferenciais da rede de lojas por departamento “Lojas Americanas” que aumentou 1,29%

O volume financeiro contratado até os 15 primeiros minutos do pregão de hoje foi de 270,2 milhões de reais (uns 152,8 milhões de dólares) fechando14. 530 negócios.

Mas, a realidade veio a tona sobre o final do pregão aonde a bolsa fechou em baixa de 0,46% cotando a 69.023 pontos entanto que o dólar se manteve no mesmo valor que sexta-feira.

Alcançando um volume de negócios de 6.019 milhões de dólares, aumentado pelo vencimento das opções sobre ações (2.850 milhões) o Bovespa acompanhou no longo do dia as oscilações dos mercados externos.

Entre os cinco títulos mais negociados estiveram os preferenciais da Petrobrás, caindo um 0,78%, entanto que os da mineira Vale, subiram um 0,62%.

Os papeis do Banco Itaú-Unibanco se valorizaram um 0,58% entanto que os da própria bolsa caíram 1,10%, assim como os da siderúrgica Gerdau, que perderam 0,65%.

O mercado interbancário de câmbios fechou com o dólar cotando a 1,763 reais para a compra e 1,765 na venda, os mesmos valores registrados na sexta-feira passada.

O valor total dos negócios com divisas, voltou a subir, chegando perto dos 2.900 milhões de dólares (contra os 2.000 milhões da sexta-feira). O Banco Central manteve suas habituais compras diárias, nas que pagou 1,7640 reais por dólar.

Para o analista Sidney Moura Nehme, da NGO Corretora, tanto os banos como os fundos estão apenas observando o mercado, sem definir tendências, na espera da decisão do Banco Central esta semana (quarta-feira) sobre a taxa básica de juros (a Selic).

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil