Busca:

As Bolsas de Valores I


A Bolsa de Valores de Nova York gira mais de US$ 1 bilhão num dia normal de pregão, coisa como 4% do Produto Nacional Bruto dos Estados Unidos. Um em cada dez americanos cotações de ações e de commodities de seu país, seja como investidor, como cotistas participantes de planos de pensão, individuais e de empresas. economia1

A origens das Bolsas de Valores é bastante remota.

Durante toda a Idade Média e até o Bolsa resumiram-se á compra e venda de moedas, letras de câmbio e metais preciosos. A comercial e financeiro, nasceu em Bruges, cidade lacustre da Bélgica, a Bourse de Paris em 1141.

Em 1698 foi fundada a Bolsa de Fundos Públicos de Londres, mas só no século atingiram grande desenvolvimento, quando as exigências de crédito público obrigaram empréstimos em títulos de participação.

No Brasil, seu desenvolvimento está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento da estrutura assentou basicamente sobre dois tipos de instituições: os bancos comerciais e as Bolsas XIX não se encontravam instituições organizadas, mas apenas indivíduos exercendo corretores.

Em 13 de março de 1897 foi expedido o Decreto nº 2475, que veio a se constituir na espinha Bolsas e Corretoras. Em São Paulo, em dezembro de 1894, foi aprovada uma tabela de corretagem Bolsa Livre de Valores, por ato do governo estadual.

Este fato representou o passo inicial cargos de corretores de fundos públicos.Em 1897, o Governo Estadual instituía a Bolsa Oficial Foi a partir das reformas que institucionalizaram o sistema financeiro nacional, iniciadas Valores assumiram as características que hoje possuem.

Perseguindo mais o modelo norte-americano do que outros modelos europeus, as Bolsas São Paulo e Rio de Janeiro em especial assumiram postura empresarial que as classifica, instituições mais modernas do mundo.

A organização interna das Bolsas volta informações sobre o desenrolar das atividades de pregão, e da oferta de dados adicionais

As Bolsas de Valores são associações civis, sem fins lucrativos. Seu patrimônio é pertencem ás sociedades corretoras membros. Possuem autonomia financeira, patrimonial sujeitas á supervisão da Comissão de Valores Mobiliários e obedecem ás diretrizes e políticas Monetário Nacional.

Seus objetivos e atividades são:

  • Manter local adequado á realização, de transações de compra e venda de títulos e valores.
  • Criar e organizar os meios materiais, os recursos técnicos e as dependências administrativas seguras e eficiente realização e liquidação das operações efetuadas no recinto.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil