Busca:

A Petrobrás em parceria com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis


A estatal Petrobras operadora do Bloco BMS-11, localizado na Bacia de Santos, divulgou, em parceria com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Declaração de Comercialidade das acumulações de petróleo de boa qualidade e gás nas áreas de Tupi e Iracema.

Na proposta, encaminhada ao órgão regulador, as denominações sugeridas para estas acumulações foram Campo de Lula e Campo de Cernambi, respectivamente para Tupi e Iracema.

O Bloco BMS-11 é operado pela Petrobras, que detém 65% da concessão, tendo como outros concessionários as empresas britânica BG Group com 25% e a portuguesa Galp Energia com 10%. O Campo de Lula será o primeiro campo supergigante de petróleo do Brasil (volume recuperável acima de 5 bilhões de boe), e o Campo de Cernambi está entre os cinco maiores campos gigantes do Brasil.

A Declaração de Comercialidade ocorre após a execução do Programa de Avaliação Exploratória na área. Os 11 poços concluídos nas duas áreas e o Teste de Longa Duração (TLD) na área de Tupi geraram as principais informações para embasar o volume recuperável total divulgado hoje pela Petrobras, assim como os Planos de Desenvolvimento da Produção para os campos de Lula e Cernambi.

O sucesso exploratório representa o elevado potencial do Pré-Sal que já começa a contribuir para o crescimento da curva de produção e das reservas de petróleo e gás da companhia.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil